Sesta: benefícios, tempo ideal e diferenças do sono noturno

O que é a sesta?

Tirar um cochilo após o almoço é uma tradição de origem mediterrânea também conhecida como sesta (ou siesta). Apesar de estar muito relacionada à Espanha, a raiz da sesta está no antigo Império Romano, época em que a população dividia o dia em 12 horas, de acordo com a luz do sol.

Nessa lógica, a metade do dia, ou a “sexta hora”, era dedicada pelos romanos para um descanso das obrigações. A tradição chegou na Espanha a partir do século 11, quando se tornou regra na ordem São Bento que os monges dormissem entre as duas e três horas da tarde. O costume se difundiu pelo restante da população e perdura até os dias atuais.

Claro que, com o ritmo e os afazeres do século 21, a sesta na Espanha e em todo o mundo acabou se adaptando ao cotidiano da população moderna, tornando o cochilo mais curto e esporádico durante a semana.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Quais são os benefícios da sesta?

Ainda não há consenso de que o cochilo pós-almoço é um sono que faz bem a todas as pessoas. “A sesta é algo controverso e não são todos que se beneficiam. Dando um depoimento pessoal: todo mundo da minha família adora fazer isso, mas eu nunca tive o hábito de dormir à tarde. Não gosto! Só se eu realmente dormi mal à noite”, diz Rosana Cardoso, neurologista e especialista do sono do Fleury Medicina e Saúde.

Porém, para quem gosta da sesta, é possível aproveitar os seguintes benefícios:

  • sensação de bem-estar
  • melhora na cognição
  • sensação de alerta ao corpo
  • melhora na memória
  • aumento da concentração
  • diminuição dos riscos de infarto

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Sesta e sono noturno: são iguais?

Não, o sono da noite e um cochilo durante o dia não são iguais. Por mais que um soninho durante o dia possa criar sensações de relaxamento e vigor, os efeitos dos dois tipos de sono no corpo são bem diferentes.

“O cochilo durante o dia não produz melatonina, não tem o ciclo hormonal que ocorre no sono noturno e não atinge o sono REM – para atingi-lo é preciso mais de 30 minutos de sono e no cochilo há um ciclo mais curto, atingindo as fases 1, 2 e 3, com poucas ondas lentas”, diz Rosana.

Existe tempo máximo para uma sesta?

De acordo com Rosana, o ideal é que o cochilo pós-almoço seja rápido. “De 15 a 30 minutos, em geral, não tem problema. O problema é se a pessoa tirar um cochilo prolongado, de uma hora, por exemplo. Isso pode atrapalhar o sono noturno”, diz a médica.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Os cochilos durante o dia, por sinal, podem ser um indicativo comportamental de algum distúrbio do sono. “É uma coisa que verificamos em pacientes com queixa de insônia: se tira cochilos em horários inadequados. Há horários do dia que são as zonas proibidas do sono. São horários que não devemos dormir porque com certeza vão atrapalhar o ritmo e o sono noturno. São mais no final da manhã e final da tarde”, explica Rosana.

Como fazer uma sesta da melhor forma?

Para quem gosta de fazer a sesta, o ideal é ter uma rotina de sono: dormir sempre nos mesmo horários e durante o mesmo espaço de tempo. “Quanto mais rotina, melhor. O organismo agradece.”

Qualidade do sono

Oito benefícios que o sono traz para a sua saúde

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Bom sono reduz níveis de depressão e melhora qualidade de vida

Sono curto ou de má qualidade diminui resistência do corpo

Fonte minhavida.com.br

Recommended Posts