Skip to content

Ao longo do desenvolvimento da vida o corpo passa por intensas transformações, e uma das mais importantes são as que ocorrem nos dentes. Afinal, há a passagem de uma primeira dentição, em seguida, sua troca, até chegar a velhice.

O cuidado com os dentes na fase da infância é crucial para que o adolescente, o futuro adulto e consequentemente idoso, tenha uma vida bucal muito saudável.

Entretanto, muitos pais, por acreditarem que as crianças possuem dentes de leite não precisam de acompanhamento do médico dentista, deixando este cuidado para os dentes permanentes e futuros tratamentos como o de aparelho inivisivel preço.

Contudo, a atenção à dentição dos pequenos é fundamental, e no presente artigo abordaremos a importância desse acompanhamento e qual o momento certo para o início do acompanhamento com um odontopediatra.

Entendendo a odontopediatria

Como vimos o acompanhamento dentário deve ser feito desde pequeno, nos primeiros anos de vida, para garantia de uma vida bucal saudável e com menos intervenções cirúrgicas e substituições como os implantes dentários.

O acompanhamento das crianças ao dentista permite que os pequenos desenvolvam hábitos de higiene bucal que são potencializados pelos pais. Isso garante que as crianças tenham um relacionamento bastante equilibrado com os dentes e a boca, evitando inúmeras doenças.

O médico dentista que acompanha as crianças no início da dentição até o início da adolescência é conhecido como odontopediatra.

A odontopediatria é exercida por um médico dentista que se especializou no atendimento infantil de bebês, crianças e adolescentes até os 12 anos.

A odontopediatria é uma especialização que o médico faz assim como o dentista que se encaminha para a área de produção de prótese sobre implante dentario.

O acompanhamento do odontopediatra é fundamental para que as crianças desenvolvam uma relação saudável com a boca, sendo ensinadas a higienizar de forma correta os dentes, evitando doenças.

O profissional é capacitado para lidar com as crianças, para que se sintam seguras, confortáveis e sem medo, fazendo com que a ida ao dentista seja bastante agradável, e ao chegar à vida adulta, podendo se sentir bastante tranquilo para fazer procedimentos estéticos mais arrojados como a colocação de lente de contato dental.

A seguir falaremos sobre quando deve-se levar os bebês na primeira consulta no dentista e quais são os principais momentos da vida da criança ao longo da sua primeira dentição.

Quando levar as crianças pela primeira vez ao dentista?

Existem variadas fases que a criança deve passar ao longo da vida, e as consultas ao odontopediatra são indispensáveis. Alguns desses momentos são:

  • Antes dos dentes nascerem;
  • Aparecimento dos primeiros dentes;
  • Troca dos dentes de leite;
  • Problemas bucais.

Abaixo falaremos com mais detalhes sobre alguns desses momentos que são tão importantes para a vida da criança.

1.   Antes dos dentes nascerem

Sim, a primeira ida ao odontopediatra deve ser antes dos dentes da criança nascer, inclusive, antes mesmo do bebê nascer. Isso porque há recomendações com a saúde bucal que a mãe deve ter para evitar cáries que podem causar problemas ao feto.

Assim que a criança nasceu é necessário marcar uma consulta ao profissional, para que dúvidas quanto a mamadeiras e chupetas sejam tiradas, além de dicas de alimentação para o bebê e também para os pais para evitar doenças e problemas bucais.

Antes dos dentes nascerem é preciso limpar as gengivas entre 2 às 3 vezes por dia com pano úmido, e assim que ocorrer a primeira erupção do dente de leite é preciso que seja feita a higiene com produtos específicos.

2.   Nascimento dos primeiros dentes de leite

Os primeiros dentes de leite surgem com 6 meses, e a consulta ao odontopediatra é fundamental, para verificar se ocorre o nascimento de forma correta e adequada.

Se for identificado problemas de desvio nos dentes é possível já começar um pequeno tratamento corretivo, evitando problemas futuros.

A dentição completa se encerra aproximadamente aos 3 anos

3.   Troca dos dentes de leite

Na troca de dentição é fundamental que haja acompanhamento de um dentista, ela ocorre a partir dos seis anos onde já é possível identificar se há necessidade de usar aparelhos infantis, indicando a um especialista em ortodontia para esclarecer qualquer dúvida.

4.   Problemas bucais

Ao menor problema bucal, como dores ou sangramento deve-se procurar um dentista para verificar o que pode ser a causa do problema. Assim é possível corrigir eventuais problemas.

Portanto, a ida ao dentista deve ser realizada desde bebê para que a saúde bucal de futuros jovens, adultos e idosos seja garantida, trazendo consequentemente uma melhor qualidade de vida.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.

Play Video