Os medos e as complicações do envelhecimento

envelhecimento

O envelhecimento possui uma série de estereótipos a seu respeito, entretanto, o medo à chegada da melhor idade pode ser embasado em fatos reais. Seja sobre as finanças acumuladas, das relações sociais limitadas, ou das complicações quanto a saúde, os estigmas atingem todas os vários lados da velhice. Esse preconceito faz parte da visão da maioria dos jovens e adultos, entretanto, deve-se levar em conta que a velhice não se limita a esses aspectos negativos, além de que o ser humano é sujeito a enfermidades em todas as fases de sua vida. Ainda na idade avançada podemos nos manter saudáveis, com a autoestima em dia e realizar procedimentos estéticos como a Bichectomia.

Existem sim pessoas que chegaram na terceira idade e permanecem com uma visão negativa quanto a ela, porém, tudo é questão de estilo de vida e a forma como você trata eventuais problemas. Com isso, é importante se precaver das complicações da naturais da terceira idade, conheça as principais complicações do envelhecimento:

Problemas de saúde

Os problemas de saúde são as principais preocupações contra o envelhecimento, apesar de muitas doenças crônicas sejam advindas do avançar da idade, a evolução pode se iniciar bem antes, sendo importante ter um cuidado precoce a saúde. Cuidados com a higiene, alimentação, juntamente com a prática de atividade física regular devem ser hábitos iniciados quanto antes e mantidos até o fim da vida. Os bons hábitos acoplados a visita regular aos consultórios médicos são a ação preventiva necessária para que os eventuais problemas a saúde não venham a acontecer.

Perda da memória

A memória em mau estado também é um dos principais receios quanto a terceira idade. Com a solidão advinda do crescimento e desenvolvimento dos filhos, da morte de pessoas próximas, da debilidade da locomoção e assim a dificuldade de se relacionar, a perda de memória se torna algo ainda mais temível.

No entanto, é essencial manter a vida ativa e estar sempre buscando estimular o cérebro, sejam através de novas atividades, pela busca de conhecimento, ou por meio de exercícios próprios. Hábitos como a leitura, a busca de novos conhecimentos como aprender novos idiomas, podem ser mantidos mesmo com o envelhecimento.

Solidão

A solidão vem logo em seguida, e é algo que os jovens mais tem receio com o avanço de idade. É natural que com o passar do tempo seja perdido alguns laços e relacionamentos, uma vez que à medida que as fases da vida se alternam, assim são as pessoas que estão em nossa volta. A carência quanto as relações sociais podem ser ainda mais dolorida no passar da fase adulta para a velhice, já que acontece de forma mais intensa.

Com isso, é importante que mesmo com a idade avançada continuarem fortalecendo as suas relações já existentes e procurar sempre estabelecer mais laços. É importante que o tempo de sobra não seja motivo para angústias e isolamento, procure participar de mais grupos, grupos de exercícios, da igreja, ou até mesmo de leitura, se beneficiando em vários aspectos. A solidão é um problema, e juntamente com as demais complicações do avançar da idade, pode ser a principal causa até mesmo da morte de pessoas idosas. A solidão não obrigatoriamente vem com a idade, mas pode é relativa e está diretamente ligada a forma que nos prostramos nesse período. Procure mudar essa visão negativa o quanto antes e comece a levar a vida com mais leveza.

Menor disposição e sensação de improdutividade

É fato que com o passar da idade a energia que da juventude não está mais presente. Contudo, caso os cuidados da saúde estejam sendo mantidos a longo prazo, e os exames estejam em dia, a disposição pode se encontrar ainda sim de certa forma elevada. A sensação de improdutividade também pode ser evitada com os cuidados com a saúde já tomados, como a manutenção de uma vida ativa.

A queda no ritmo de atividades cotidianas pode intimidar, mas tenha em mente que ela só será drástica e conflituosa se a saúde não ser tratada como prioridade. Segundo estudos, após os 25 anos há um declínio de aproximadamente 1% das funções orgânicas, porém, o corpo possui uma fonte reserva dessas funcionalidades que proporcionam um impacto a longo prazo. Logo, Leve a vida da forma mais saudável possível, não se estresse previamente, comece a ver a velhice de forma mais positiva, só assim a sua qualidade de vida continuará em boas condições até lá.

Recommended Posts