O pior dia da minha vida

Criança é fogo! Se os pais não ficam de olho, podem acontecer acidentes graves. Nosso correspondente Leandro de Oliveira conta a história de quando saiu numa bicicleta sem freio e quase morreu – e ele ainda deu trabalho quando foi para o hospital. Mas o fim da história, por sorte, é feliz: confira!

Certo dia, eu inventei de andar de bicicleta e pedi para minha mãe deixar eu ir pra rua.

Ela não permitiu, mas, como toda criança é teimosa, quando ela estava lavando roupa esperei o momento certo para sair de fininho rsrs…
Só que o pior é que minha bicicleta estava sem os dois freios. Mas a vontade de andar era maior que qualquer perigo: dei umas voltas, subi até o começo da rua aonde eu moro, no Jardim Eliza Maria.

Desci a muitos quilômetros por hora, só que esqueci que estava sem freio e não tinha como parar. Continuei e, chegando no final da rua, num determinado momento da descida,  apareceu uma bifurcação: de uma lado um escadão, do outro um carro. Vi a morte de perto.

Virei à direita em direção ao carro, certo momento o pneu escorregou, caí e bati cabeça na guia e a boca no chão…

Mas, graças a Deus não aconteceu nada de muito grave comigo: me levaram em casa todo ensanguentado. Na minha casa estava minha tia com 8 meses de gravidez. Quando me viu, saiu correndo (quase caiu da escada) chegando no final da escada ela desmaiou.

Depois de alguns minutos fui levado rapidamente para o Pronto-socorro Municipal 21 de junho, na Freguesia do Ó. Quando cheguei rapidamente fui bem atendido, me levaram para fazer vários exames, inclusive para ver se não tinha afetado nada na minha cabeça.

E  eu, como tenho pavor de hospital, tive que ser segurado por 4 pessoas para fazer todos os procedimentos corretos. Levei 4 pontos na parte interna no lábio na parte superior e quebrei 1 dente da frente.

Foi o que me aconteceu…

E, não esquecendo da minha tia, tudo ocorreu bem e depois de 1 mês ela teve minha prima, chamada Vitória.

 

Saiba mais:

Queda de patinete, relato da Maria Tainá para o Geral na Saúde

Manual de prevenção de acidentes e primeiros socorros nas escolas (Prefeitura de São Paulo)