Fernando, o herói do diálogo! – Violência nunca mais!

Recebemos esse texto do Thiago Ariel, educador do CCA Santa Amélia. Nós do Geral na Saúde somos absolutamente contra qualquer tipo de violência física, verbal e/ou psicológica. Parabéns pela atitude, Sr. Fernando, o senhor é um exemplo para seu filho e para todos nós.

Dá só uma olhada no que rolou.

 

“Vai fazer o que?” A rede Globo de televisão, exibiu uma reportagem onde atores simulavam ações impróprias com objetivo de testar as reações das pessoas frente à uma problemática social. Acontece,  que nas redes sociais e na televisão, é muito fácil ser politicamente correto, justo, defensor e ético.  Mas, e na vida real?

Quarta-feira, 1º de agosto de 2018, Fernando, 54, pedreiro, foi até o CEU Alvarenga após o término das aulas buscar seu filho, que também frequenta o CCA Santa Amélia. Como faz todos os dias, na saída das crianças da escola, Fernando recebe seu filho, João, com um abraço e um beijo. Nesse dia, ao se afastar um pouco do portão, Fernando avistou um pequeno grupo de adolescentes batendo em uma criança. Se aproximou e constatou a violência de quatro adolescentes entre 15 e 16 anos, que agrediam uma criança de aproximadamente 8 anos de idade.

Assim, Fernando pede para que os jovens deixem de agredir,  uma vez que os mesmos estavam machucando o garoto,  que na situação, era bem mais novo, e também estava em desvantagem numérica frente aos jovens.  Nesse instante, sem que Fernando perceba, outro jovem se aproxima com um pedaço de pau na mão e aplica um golpe violento em Fernando. O pai  cai desmaiado e depois de caído, ainda sofre alguns chutes por parte dos jovens.

Seu vizinho, Ednaldo, 30, que havia lhe acompanhado numa carona até o CEU, viu a cena de horror e sai imediatamente do carro gritando por ajuda. O barulho chamou a atenção de todos os adolescentes e das demais pessoas que estavam no local. Naquele exato momento, passava uma viatura policial no local e quando os jovens avistaram-na, saíram correndo , deixando o corpo de Fernando, desacordado no chão.

Seu amigo contou que o levou para o carro e em seguida, Fernando foi ao médico acompanhado pelo seu enteado.

No hospital,  realizou-se exames e o médico solicitou que ficasse em observação.

As crianças do CCA Santa Amélia chegaram com um pesar muito grande, contando o que havia acontecido com o pai do João. Elas estavam tristes e indignadas.

A Equipe do CCA Santa Amélia entrou em contato com o Sr Fernando que de fato confirmou o ocorrido na porta da escola.

“Fiz o que era certo fazer. Aquele menino poderia ser meu filho ou o seu, e estava apanhando de um monte de jovens e isso não é certo.“

Nós do CCA Santa Amélia, solidarizamos com o Sr. Fernando e prestamos nossa homenagem por seu ato de coragem,  em defender através do diálogo e com sua própria vida uma criança desconhecida,  mas que precisava de socorro.

Há poucos meses,  o africano Mamoudou Gassama salvou uma criança que estava pendurada em uma janela de um prédio na França. Ele foi recebido e condecorado pelo presidente Emmanuel Macron,  com status de herói.

“Fernando da Silva, o senhor é o nosso herói!”

Um herói,  como muitos que ajudam ao dar seu lugar no ônibus para uma idosa sentar, que não dirige pelo acostamento, que não faz “gato de energia”, que respeita o semáforo, que é gentil e acima de tudo que valoriza e respeita a vida.

Thiago Ariel