Criança perto de fogão, tem que ter atenção.

A Mariana Alves Martins, mãe da Micaela, de dois anos, passou por um sufoco no fim de novembro e contou pro Geral sua experiência.

“Na terça feira dia 27 de novembro, eu estava fazendo café e a Micaela estava na sala com a minha filha mais velha e do nada quando eu virei para desligar o fogão ela já tinha virado o café todinho nela, ela queimou 7% do corpo.

Eu corri e coloquei ela no chuveiro gelado a deixei lá durante um bom tempo.

Viemos para o Hospital os enfermeiros fizeram esse curativo. 

Me disseram que o curativo foi feito porque foi uma queimadura de 2º grau e não pode ficar tão exposto.

Queimadura

Queimadura é um dos acidentes domésticos mais comuns, sendo especialmente importante na faixa etária pré-escolar. Queimadura é toda a lesão provocada pelo contato direto com alguma fonte de calor ou frio, produtos químicos, corrente elétrica, radiação ou mesmo alguns animais e plantas (como larvas, águas-vivas e urtiga), entre outros. Se a queimadura atingir 10% do corpo de uma criança, ela corre sério risco. Já em adolescentes e adultos, o risco existe se a área atingida for superior a 15%.

As queimaduras são divididas pelo grau de comprometimento da pele atingida, Quanto mais profunda é a queimadura na pele, mais preocupante. Mas o tamanho do dano também é importante.

O que são esses graus? 1º, 2º e 3º grau?

São as classificações para saber o tipo de cuidado com o machucado.

Queimadura de 1º grau: são queimaduras leves em que ocorre uma vermelhidão no local, seguida de inchaço e dor variável. Não se formam bolhas, e a pele não se desprende. Geralmente, deixa um ardor no local e, com o tempo, raramente fica uma cicatriz.

Queimaduras de 2º grau: são queimaduras em que ocorre uma destruição maior da epiderme (a camada exposta ao amiente) e derme (camada abaixo da epiderme). A dor é mais intensa e, normalmente, aparecem bolhas no local ou há desprendimento total ou parcial da pele afetada. A recuperação dos tecidos é mais lenta e pode deixar cicatrizes e manchas claras ou escuras.

Queimaduras de 3º grau: são queimaduras em que há uma destruição total de todas as camadas da pele. A dor é geralmente pequena, pois a queimadura é tão profunda que chega a danificar as terminações nervosas da pele. Pode ser muito grave e até fatal, dependendo da porcentagem de área corporal afetada. Na evolução, sempre deixam cicatrizes, podendo ser necessário tratamento cirúrgico e fisioterápico posterior, para retirada de lesões e aderências que afetem a movimentação. Tardiamente, algumas cicatrizes podem ser foco de carcinomas de pele e, por isso, o acompanhamento dessas lesões é fundamental.

 

 

Como podemos ver na imagem, a pele é dividida em três partes, sendo a epiderme a mais próxima ao ambiente, com pelos, a derme a que fica no meio e a hipoderme mais próxima aos vasos sanguíneos e terminações nervosas.

 

 

 

                                     TRATAMENTO DE EMERGÊNCIA DAS QUEIMADURAS

 Tratamento imediato de emergência:

  • Interrompa o processo de queimadura.
  • Remova roupas, joias, anéis, piercings e próteses.
  • Cubra as lesões com tecido limpo.

Criança pequena, como a Micaela, exige atenção dobrada, fique sempre atento, não apenas com fogão, mas com piscina, escadas, muros.

Cuide-se e cuide dos seus, se ocorrer um acidente com queimadura, corra para o serviço de saúde mais próximo a você.  Não sabe onde ir? Busque aqui.

 

Fonte

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cartilha_tratamento_emergencia_queimaduras.pdf
Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (www.sbcd.org.br)
Biblioteca Virtual em Saúde – Ministério da Saúde