A pior fase da minha vida

Quando eu tinha 12 anos sentia dores muito fortes no estômago e não sabia o que era, com o decorrer do tempo as dores foram passando e eu acabei não indo ao médico. Ao completar 13 anos, na mesma semana do meu aniversário, essas dores voltaram e novamente eu não fui ao médico. Novamente elas passaram ao longo do tempo.

No começo do ano passado elas voltaram e dessa vez me preocupei, porque estavam mais fortes, finalmente fui ao médico, que me encaminhou para uma gastroenterologista. Ela me pediu para fazer uma endoscopia e o resultado era que estava com uma bactéria, que podia me matar a qualquer momento, e uma leve gastrite!!

A médica receitou um remédio para eu tomar durante uma semana, eram muitas cápsulas por dia, para ver se a bactéria sumia. Tomei o remédio a semana toda e passei mal muitas vezes.

Quando terminei de tomar os remédios retornei na médica e novamente precisei fazer uma endoscopia, o resultado foi bom até então. Fui novamente à médica e ela disse que a bactéria tinha sumido, mas a gastrite estava aumentando. Me pediu para tomar um medicamento todos os dias, mas eu não tomei. Um domingo passei mal por duas horas, com muita dor no estômago. Fui ao hospital e o médico me passou soro, que tive que tomar a noite toda. Depois dessa crise eu passei a tomar os remédios todos os dias e nunca mais aconteceu.

Um conselho: faça sempre o que o médico orienta, tome os remédios certos e faça exames sempre. O que eu passei não desejo a ninguém, dores muito fortes, que você aguentava nem ficar em pé. Hoje em dia, graças a Deus, não tenho mais gastrite leve e nem esta bactéria.

Uso correto de medicamentos (Fiocruz)

O que devemos saber sobre medicamentos (Anvisa)