Aprender sendo voluntário na ACTC – A história do Marcos

Meu nome é Marcos Kashiwaya Pinheiro. Tenho 25 anos e sou um voluntário na ACTC – Casa do Coração em São Paulo desde Junho de 2017.

Eu presto os meus serviços nas terças, quartas e sextas-feiras das 14h às 17h com a professora e técnica Cinthia Goulart. Eu a ajudo, junto com os jovens atendidos pela casa, fazendo atividades manuais como arrumando e guardando os materiais, utilizando esses materiais para construir caixinhas de sabonetes e de xícaras, e esculturas de papel para enfeite e entre outras para o bazar da ACTC ou para encomendas que recebemos.

Há certos dias em que nós todos vamos para Sala de Didática para cozinhar doces ou salgados para o bazar ou encomendas também. Tanto quantos os jovens, eu ando aprendendo nessas atividades como técnicas de cortar, colar, medir e seguir etapas certas para construir caixinhas, e cozinhar certos alimentos, como o suco, vitamina de morango, brownies, sanduíches e até bolos. Além disso, tenho prazer de conversar com os pacientes jovens sobre alguns assuntos legais e que eles interessam.

Acabo conhecendo-os um por um nas atividades, dando esperanças para eles, tentando ajudá-los e apoio a Cinthia no processo de alfabetização e educação. É algo crucial e também um desafio. Mesmo que não seja uma tarefa simples, dando o nosso melhor em cada etapa já é muito bom e importante, principalmente para o futuro da educação dessas crianças ao longo de suas vidas.

Antes eu hesitava e não entendia bem como é ser um voluntário, mas agora que experimentei eu compreendo. Agora estou gostando e continuo a freqüentar a ACTC. É a primeira vez na minha vida que trabalho como um voluntário, e eu posso afirmar que está sendo uma grande experiência. Conhecer o ambiente e as pessoas com quem se trabalha, sentir que está ajudando muito pela sua presença, suas ações e ganhando mais conhecimentos ou aprendendo novas coisas sendo um voluntário é algo que vale muito a pena. Isso marcou minha vida.  Encontrei possibilidades para trabalhar em algo que nunca pensei fazer, e mais ainda, me abriu mais possibilidades na vida em diante que posso fazer além de ser um voluntário.

 

Conheça mais sobre a ACTC

Está doido pra ser voluntário e não sabe como? Então clica aqui.

Se você é ou já foi voluntário e quer contar pra gente, mande um e-mail para mobiliza@geralnasaude.com.br que a gente te explica direitinho como fazer pra virar correspondente do Geral.