Questões jovem

Qual jovem da atualidade nunca se pegou pensando:  O que vou ser?  Como vou estar? Vou agradar?  Por que estou sentindo isso?

A grande maioria dos adolescentes hoje em dia (sendo eu um)  tem algum conflito contra si mesmo, onde ele luta ou questiona a si próprio com intensidade, sendo desde coisas simples e banais, como conflitos mais sérios ou aparentemente sérios.
A grande questão de conflito vem com a aparência. Sempre vemos aquela amiga que nunca está contente com o cabelo, reclama do peso, e questiona as dimensões de seu corpo. Ou aquele amigo super preocupado com o físico escultura, com a academia, com a aparência perfeitamente atraente e imponente.
Todos esses pensamentos claramente vêm de uma imposição das mídias atuais,  cujos grandes espectadores são os jovens. Elas inserem nos pensamentos dos jovens aquela ideia de ser e estar como “se deve”, como a sociedade e a mídia mostram que eu devo ser.
Claro que no quesito de preocupação, existem muitos e muitos diversos pensamentos, alguns mais comuns, outros particulares.  A aparência de estar bem, a necessidade de uma figura perfeita, o peso e altura, a classe social, a orientação sexual, a descendência, a religião, são alguns dos conflitos que os jovens encontram atualmente, e que fazem a cabeça funcionar a mil, questionando as próprias questões criando hipóteses de como seria se, como não seria, o que fazer?
Alguns poucos adolescentes e  jovens se sentem seguros para partilhar suas ideias e pensamentos com alguém, muitas das vezes até se envergonham do que pensam e acabam guardando todo aquele turbilhão de pensamentos para si.
Cada ser humano tem a sua mentalidade, seu ponto de vista e suas opiniões, talvez seja difícil se expor, opinar abertamente ou não se importar com o pensamento de um próximo com o que você se mostrou ser e/ou pensar.
Geralmente quando me deparo com esses conflitos procuro a situação que mais se enquadra comigo e minha personalidade, às vezes converso e discuto com amigos de confiança (confesso que as vezes isso não ocorre),  me sinto bem em relação às discussões e opiniões divergentes da minha, se abrir a novas ideias e novos pensamentos pode ser melhor do que se imagina, e o que você pensa pode também ser o conflito de uma outra pessoa que está no seu convívio.
Contudo, é natural um jovem se questionar e questionar a tudo em sua volta, porém deve levar em conta o seu eu e seu próprio bem-estar, sua essência e princípios em relação a diferentes temas, apresentar opiniões divergentes sobre temas distintos é normal e saudável te faz abrir a mente para pensamentos novos, se desprender do comum, do que é imposto e se sentir melhor com o seu eu, talvez até se sentindo “exclusivo” te fará um bem, porém também deve-se pensar naquilo que o próximo pensa, concordando ou discordando, entramos em um outro tema, o respeito ao próximo e a opiniões diferentes.

O texto é simples, mas é algo que rola por aí ..