Tumor e operação da Mariana

Oi, eu sou a Jéssica, mãe da Mariana, de 2 anos.

Numa quarta-feira dia 19, a Mariana começou a sentir dor na barriga, vomitava e estava com febre de 40 graus. A barriguinha dela estava dura. Como moro perto do Hospital do Campo Limpo, fomos para lá. Por meio de um raio-x, vimos que era constipação e ela fez duas lavagens intestinais e foi liberada.

No outro dia a febre e o vômito continuaram. Voltamos ao hospital e ela passou por duas médicas. A última constatou uma massa cística de 14 cm, que tomava conta de toda a barriga da Mariana. Fizemos, então, uma tomografia e foi diagnosticado um tumor.

Como no hospital Campo Limpo não fazem cirurgia pediátrica, viemos para o Hospital Geral do Grajaú (HGG). Até então ela não ia operar logo de saída. Seria feito um tratamento com medicamentos e depois operaração. Chegaram até a checar se aquele problema era da época da gestação, mas não era.

A equipe médica do HGG resolveu operar de emergência porque o cisto era grande e não sabiam se era benigno ou maligno. Ela teve que retirar uma parte do intestino que estava comprimida e ressecada e depois fazer uma reconstituição. Depois de mais de 2 horas de cirurgia de alto risco, deu tudo certo, graças a Deus. Ela permaneceu em dieta líquida e, por isso, as secreções saem líquidas. Estamos observando, mas o pior já passou!

 

Informações sobre câncer e tumores no intestino (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo)

O que é tumor e o que é câncer (INCA)