Bronquiolite e pneumonia

86eejc2rbu_1hdfz332xp_fileNathan tem 5 meses. Ele nasceu bem e todos seus exames apontavam que sua saúde estava ótima. Aos 3 meses de vida ele começou a ter tosse de forma anormal e começou a apresentar problemas respiratórios. Sua mãe, Graciane, procurou o Hospital Geral do Grajaú, onde foram feitos exames e o diagnóstico foi de bronquiolite e pneumonia. A bronquiolite é uma infecção que atinge os bronquíolos, que estão presentes nos pulmões. A pneumonia, por sua vez, é uma infecção nos pulmões. Para o tratamento ele foi internado. Após 15 dias de tratamento ele parecia ter melhorado da pneumonia.

Através de novos exames, o médico do Nathan pode perceber que a bronquiolite ainda precisava de tratamento e que sua pneumonia não havia melhorado, mas sim, aumentado. Por isso novos medicamentos foram dados por mais 7 dias. Ao final desses dias ele recebeu alta e pode voltar para sua casa. No dia 29 de abril ele saiu do hospital e passou três ou quatro dias bem. Entretanto seu cansaço voltou, e mesmo com inalações feitas em casa ele não melhorava. O garoto começou a ficar com o olhar parado e seus lábios começaram a ficar roxos. Preocupada, Graciane pediu para uma vizinha o aparelho de medir a saturação de oxigênio, isto é, a quantidade de oxigênio em seu sangue, e verificou que estava muito baixa, o que significava que ele não estava respirando adequadamente. Sua mãe correu para o pronto socorro mais próximo, o Maria Antonieta, e ali disseram que ele já estava com início de parada respiratória. Conseguiram estabilizar a respiração do menino e ele foi transferido para o Hospital Geral do Grajaú, onde passou pela emergência e foi rapidamente internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Através de maiores exames perceberam que a quantidade de potássio, um sal mineral importante para o corpo humano, estava muito alta no Nathan. Isso estava deixando ele muito inchado e causando falha renal. Para isso ele fez homodiálise, um processo que faz com que o sangue seja filtrado fora do corpo ao invés de ser filtrado pelo próprio corpo. O tratamento para bronquiolite continua, pois seus pulmões ainda não estão bem.

No momento Nathan está bem, seu quadro é estável. Ele ainda trata os pulmões, mas do restante ele está bem. Nessa semana será feita a primeira tentativa de desentubá-lo e, se ele ficar bem assim, já poderá ser transferido para o quarto para aguardar o tempo de recuperação.

 

Veja também outros textos já publicados no Geral na Saúde sobre bronquite e pneumonia.

Para saber mais sobre doenças respiratórias crônicas clique aqui e conheça o caderno do Ministério da Saúde sobre o tema. 

Ou faça download do material publicado pelo Albert Einstein, clicando aqui.