Destaque da Comunidade – CCA Joca

 O pessoal do CCA Joca fez uma trabalho muito legal ao longo do mês de junho, vamos conferir como foi?!

Destaque da Comunidade:  Sra. Maria Rosário de Jesus

20150616_111146 20150617_100943 20150617_100945 20150622_140738 20150622_140832 20150622_140937 20150624_102819 20150624_105256 20150626_114048 20150626_114214

Dando continuidade ao projeto Cartografia, tivemos, enquanto equipe, a responsabilidade de procurar em meio a tantos moradores um que se tornaria nosso referencial, “o talento do bairro”. Foram realizadas diversas abordagens com os jovens, com rodas de conversas, bate papos, pesquisa de campo, entrevista familiar, até chegarmos a Sra. Maria, uma das pessoas apontadas pelo grupo, pois tornou-se um referencial de luta com um final de sucesso, uma pessoa que mesmo em meio a tanta diversidade conseguiu superar suas dificuldades.

Seguirmos  os seguintes critérios de mapeamento ao nosso “talento”

  • A pessoa deve ser moradora do Bairro
  • Deverá ter bastante envolvimento na comunidade
  • Ser referencial em suas ações
  • Aceitar a proposta de ser o Talento no Bairro e inclusive ter a disponibilidade de vir até o espaço Joca contar para todos sua trajetória de vida.

Partindo dessas informações as pesquisas se tornaram mais direcionadas, observamos que os jovens traziam nomes e historias de pessoas que realmente atuavam de alguma forma na comunidade. Ficamos com vontade de conhecer mais a Historia da Sra. Maria, que trabalha na banquinha de doces na praça Dom Luiz de Mascarenhas, localizada próxima ao CCA. Uma senhora que estando sol ou frio sempre esta lá com sua barraca.

Selecionamos três jovens para representar o CCA Joca e realizar um dialogo rápido com a Sra. Maria, verificando o interesse da mesma em participar conosco do evento. A resposta foi sim, ela demonstrou-se bastante contente. A partir de então demos seguimento as atividades, com o intuito de conhecer um pouco mais a historia da dona Maria. Ao chegarmos no ponto comercial dela, onde todos os dias ele monta sua barraca de doces, pudemos ver e acompanhar essa rotina diária de perto, já que assim que chegamos ela estava montado a barraca e iniciando suas atividades.

As crianças e adolescentes ficaram bastante surpresos com o que viram, puderam observar o passo a passo da luta diária dessa guerreira que todos os dias vem com seu carrinho para a montagem do seu ponto comercial, e o que aguçou em um dos jovens a indagação: “Dona Maria, a senhora monta a banca sozinha”? Ela respondeu prontamente: “Sim, sozinha, e isso eu faço há 22 anos”. Isso despertou curiosidade das crianças em conhecer a historia que se esconde dentro dessa mulher tão batalhadora.

As visitas se tornaram constantes, fomos várias vezes para conhecer ainda mais a historia de dona Maria. A cada ida as crianças confirmavam que ela deveria, sim, se tornar  o talento do bairro, por a considerarem humilde, honesta, batalhadora, um senhora de muitas amizades e sobretudo muito grata a toda ajuda que encontrou.  Essa gratidão é percebida nitidamente ao conversar com ela, ela conta que diversas pessoas a ajudaram na conquista de sua casa, da barraca de doces, na criação das filhas e que recebeu inclusive apoio  da comunidade quando teve sua barraca recolhida, pois não estava em local permitido pela prefeitura. Ela contou que, nesta ocasião, os moradores fizeram um abaixo assinado e enviaram às autoridades, pedindo a legalização de sua barraca, permitindo assim que ela voltasse a trabalhar. O pedido foi atendido, dona Maria agora tem autorização para vender seus doces na praça, e como ela mesmo disse, a atividade é hoje um hobby, deixou de ser de extrema necessidade, pois as filhas já estão grandes, ao posto que antigamente era sua fonte de renda para criação da família.

Em uma de nossas visitas também vimos que  dona Maria estava muito alegre e sorridente, atendendo uma de suas  clientes, e como ela mesma mencionou, “Essa cliente é fiel, sempre que passa compra um dos meus doces”.

Ao retornar ao Joca os usuários comentavam com os demais cada situação vista e vivenciada por eles em relação à dona Maria. Sempre que voltavam ao serviço era nítido que eles a elegeriam como o “talento do nosso bairro”, pois a acham muito esforçada, mesmo tendo muitas vivências de adversidades ao londo da vida: teve uma infância e adolescência sofridas e fora criada longe de seus pais e familiares, mas jamais perdeu o foco, jamais desacreditou que conseguiria ser uma vencedora e o mais interessante, dito por ela mesma, nunca precisou se envolver em coisas erradas para conquistar sua independência e suas conquista materiais, como casa, dignidade, criação de seus filhos inclusive por ser mãe aos 22 anos, algo que  não foi nada fácil.

Contudo os usuários em comum acordo consideraram  que a Dona Maria é sim um Talento no nosso bairro, como eles mencionaram o que a deixou lisonjeada e muito contente em poder ser a escolhida dentre tantas pessoas que se encontram localizadas ali no entorno.

Para marcar essa participação da Dona Maria como nosso Talento, os usuários resolveram criar uma revista, escrevendo a belíssima historia dessa Guerreira. Convidamos a mesma para um café da manhã onde todas as crianças tiveram a oportunidade de conhecê-la e fazer diversas perguntas. Proporcionamos  esse momento para que ela fosse realmente conhecida por todos e pudesse nos contar um pouco da sua trajetória de vida, bem como expressar sua gratidão em ter sido a escolhida.

Depois de concluída a Revista da Dona Maria, as crianças fizeram releituras e inclusive relembraram diversos comentários feitos pela mesma na hora da entrevista.

A aceitação para termos a dona Maria como a talento do nosso bairro foi unanime e as crianças foram lá bastante alegres e radiantes dar essa tão esperada noticia. “Eis aqui o talento do nosso bairro, dona Maria dos doces”. Fala do jovem Ítalo.

Ela é uma guerreira, é um talento mesmo!   (Fala da jovem Leticia)

 

A dona Maria sentiu-se bem a vontade no café da manhã preparado pela equipe do Joca, com muito amor e carinho, inclusive fizeram questão de proporcionar uma boa acolhida a mesma.

As crianças também fizeram questão de homenagear e oferecer diversas lembranças a ela, como porta retrato, flores e algumas cartinhas de gratidão por ela ter compartilhado e nos ensinado muito com sua linda história de vida.

 

DEPOIMENTOS DA EQUIPE

  • Educadora Simone Turma 06 a 08 anos

“A turma estava muito ansiosa para conhecer a dona Maria, nosso talento do bairro. No dia de sua chegada houve muita emoção, alegria, as crianças prestaram atenção e se alegraram bastante com a história de vida da dona Maria”.

 

  • Educadora Eliana Turma 09 a 11 anos

“Uma pessoa extremamente profissional, comprometida com seu trabalho e transparência no sorriso e no olhar o brilho da humildade e vitória. Com os relatos que ela contou, os jovens ficaram emocionados e orgulhosos com a dedicação e responsabilidade do que nos foi compartilhado”.

 

  • Educadora Gisele Turma 12 a 15 anos

Receber a dona Maria no espaço para contar sua história e seu exemplo, e também ser um exemplo para nossas crianças e adolescentes foi gratificante e especial, pois nos mostrou quão assertiva foi a nossa escolha de “Talento do Bairro”. Um grande exemplo de vida e superação. Realmente enxergaram  a dona Maria como nosso talento e guardam com eles a certeza de que quando tudo parecer perdido, o socorro chega na hora certa. Uma fala da dona Maria que marcou muito foi: “ Nunca deixem de Sonhar, ter fé e acreditem que vão vencer, e assim serão felizes”.

 

Jovem:

Pablo Henrique Pereira dos Reis

Idade 10 anos

A dona Maria é o nosso talento do bairro

Ela sofreu uma grande injustiça, trabalhou muito e levaram a barraca dela, mas enquanto as autoridades diziam não para ela, todos diziam sim. Com luta e persistência para vencer ela conseguiu 66 assinaturas em um abaixo assinado para continuar vendendo seus doces. A dona Maria se tornou muito querida para todos nós do Joca.

 

Considerando  que o tema trabalhado foi muito importante tanto para todos nós como também para a dona Maria, que pode mais uma vez sentir o quanto foi bom lutar e persistir por nossos ideais.

Nosso talento do bairro nos ensinou que respeito, caráter, bondade e esforço nos proporcionam conquistas que levamos conosco a vida inteira.

 

Equipe Joca

Gerente de Serviço: Elaine Cristina de Miranda

Assistente Técnica: Susana Ferreira dos Santos

Educadoras Responsáveis pela atividade:

Simone de Jesus Bicudo Conde – faixa etária 06 a 08 anos

Eliana Aparecida de Miranda – faixa etária 09 a 11 anos

Gisele dos Santos Diniz – faixa etária 12 a 15 anos