Dermatologia estética: conheça mais sobre essa especialidade

Dermatologia estética

Conhecida também como cosmiatria, a dermatologia estética se trata de uma vertente da dermatologia que, assim como seu nome indica, tem como objetivo realizar o tratamento das condições da pele que são capazes de trazer danos estéticos ao paciente. Essa nova divisão da dermatologia é focada especialmente no ramo da estética, procurando por meio do tratamento dermatológico, trazer maior autoestima e proporcionar uma maior qualidade de vida. Ao contrário de tratamentos realizados com medicamentos, como o remédio para dor de dente, o processo é feito por sessões e os resultados são obtidos gradualmente.

Casos em que a dermatologia estética pode ser aplicada

A pele sofreu um dano estético, quando ela passou por alguma alteração e não se encontra em seu estado normal. Esses casos podem ser uma pele com aparência mais oleosa, ressecada, ou com a falta de viço. Os danos estéticos podem ser resultado de sinais, manchas, descamações e até mesmo de erupções cutâneas. Pode se tratar também de consequências do envelhecimento da pele, identificado em sulcos e rugas.

Esse estado de prejuízo da pele pode ser resultado desse envelhecimento natural, e advindo de maus hábitos em longo período de tempo, como por exemplo o tabagismo, exposição frequente ao sol, a alimentação desequilibrada e irregular. Fatores genéticos e mudanças hormonais também são potenciais causas.

Melhorando a estética de sua pele

A cosmiatria se trata do agrupamento de metodologias que são utilizadas na área da dermatologia para realizar o tratamento da pele em mau estado, trazendo uma aparência mais agradável e saudável. Os tratamentos realizados por esse método são seguros e são realizados por pessoas capacitadas, posteriormente avaliados e aprovados através de estudos científicos por autoridades da saúde.

A dermatologia, por sua vez é essencial como todas as demais especialidades, sua eficiência e necessidade se dá ao fato de que cada caso possui as suas particularidades, necessitando de uma análise profunda e precisa. Essa avaliação é realizada pelo dermatologista que vai levar em conta as minucias situacionais e definir as técnicas mais eficazes para cada caso.

O estado geral do paciente deve ser levado em conta, sendo identificado por meio da anamnese e de exames clínicos, que também precisam analisar as probabilidades de que as manifestações cutâneas relacionadas a demais patologias. O especialista vai determinar a forma de tratamento, após considerar as medidas necessárias, que pode ser efetivado no local afetado, seja nas costas, pescoço ou rosto.

Os casos em que o tratamento é efetuado

Há uma variedade de casos que o tratamento pela dermatologia estética pode ser efetuado, como a diminuição da percepção das rugas, sinais, sulcos, olheiras, marcas de sol, supressão dos pelos e ação antiacne. Essa especialidade também pode ser aplicada como uma ação preventiva aos cravos, sinais do envelhecimento, mudanças quanto a cor da derme, na espessura e demais alterações.

Outro objetivo existente é o tratamento de excesso de suor no corpo em regiões como pés, mãos, axilas e a perda de volume em partes do rosto como no entorno da boca e canto do nariz.

Como escolher entre o esteticista e o dermatologista?

Há certas exigências que são capazes de auxiliar nessa escolha, porém, uma forma boa de realizar a escolha é avaliar a gravidade da situação e qual o procedimento estético que você deseja realizar; sendo necessário uma pesquisa e consultar previamente o profissional relacionado.

Na ocorrência de alguma alteração na pele, no aparecimento de qualquer inchaço, lesão, caroço, acne dolorosa ou erupção com a presença de um sangramento é necessário recorrer um dermatologista. Já na incidência de tratamentos mais simples e que atuam na estética da pele, como aqueles com atuação contra acnes, cravos, como a limpeza de pele profissional, peeling, e na diminuição do aspecto das linhas de expressão, recorra um esteticista.

Logo, é necessário ter o cuidado diário com a pele, é através dessas medidas mantidas que se consegue adquirir uma melhor aparência para ela, com um maior vigor, e com maior brilho. Outra medida importante é a visita regular com os profissionais relacionados ao menos uma vez no ano, para já ter a noção do tratamento e dos cuidados corretos necessários ao seu tipo de pele e problema. É importante que desde o início se tenha a preocupação de se posicionar de forma correta quanto as suas necessidades, produtos e procedimentos desconectados podem trazer ainda mais complicações.

05 tipos de massagem e os seus benefícios

tipos de massagem

Poucos sabem, mas existem vários tipos de massagem corporal, cada um deles visando uma parte do corpo especificamente, apresentando benefícios diferentes, com diferentes possibilidades de cura. A massagem é a pratica de amolgar e friccionar a pele manualmente, exercendo uma pressão no local de modo leve ou forte, com o objetivo de proporcionar um certo alívio e relaxamento a região, aliviando dores musculares e nas articulações. Veja a seguir alguns estilos de massagem e o seu foco:

Massagem com pedras quentes

As massagens com pedras quentes são recomendadas para quem sofre de tensão e dores nos músculos, ou querem apenas esquecer os problemas da vida cotidiana um pouco. Esse estilo de massagem terapêutica se assemelha à massagem sueca, sendo a única divergência a utilização de pedras nessa técnica. Esse tipo de massagem é recorrido também para melhorar o fluxo de sangue.

A massagista, na execução dessa técnica, utiliza pedras aquecidas em diferentes localidades do corpo, exercendo movimentos parecidos com a massagem sueca, com pressão suave. A pessoa que passa por essa massagem não usa roupas, dependendo de como se sentir mais confortável. A duração da massagem costuma ser de 90 minutos.

Massagem de aromaterapia

A massagem de aromaterapia é recomendada para pessoas que procuram a cura emocional. Esse estilo de massagem atua na melhora do humor, alivia a tensão dos músculos, redução do estresse, da ansiedade, e de sintomas da depressão. O massoterapeuta responsável faz a combinação da pressão suave com a adesão de óleos de pele em um difusor. Em algumas ocasiões a massagem de aromaterapia possui foco apenas nas costas, ombros e cabeça, possuindo a duração de 60 e 90 minutos.

Reflexologia

A reflexologia é recomendada para pessoas que estão em busca do relaxamento e da restauração de sua taxa energética natural. Esse estilo de massagem também se mostra uma opção para quem não é familiarizado com a massagem e não se sentem confortáveis para serem tocados no corpo inteiro, uma vez que essa técnica possui uma pressão, seja suave a firme, somente nos pés, orelhas e mãos. Uma massagem de reflexologia dura cerca de 30 a 60 minutos.

Massagem profunda

No processo de massagem profunda, é usada mais pressão do que na massagem sueca. Se trata de uma boa escolha para quem sofre de algum problema muscular crônico, como ferida ou dor localizada, ajudando também no alívio de músculos tensos, da ansiedade e da dor muscular crônica.

A massagista utiliza movimentos pausados e concentrados para que a tensão das camadas mais profundas dos músculos e tecidos subjuntivos seja amenizada. Durante o procedimento a pessoa pode escolher entre ficar nua ou apenas com a roupa íntima, como se sentir mais à vontade. Esse estilo de massagem dura em volta de 60 a 90 minutos.

Massagem esportiva

A massagem esportiva é uma boa alternativa para quem possui uma lesão advinda da repetição de movimento, e geralmente se dá pela prática exagerada de algum esporte. A prevenção de lesões esportivas auxilia no aumento da flexibilidade, no melhor condicionamento e desempenho físico. A massagem esportiva pode visar a diminuição de dores intensas, o controle da ansiedade e da tensão muscular. Se concentra na região atingida, alternando a intensidade dos movimentos e dura por volta de 60 e 90 minutos.