Minha vacina de 15 anos

Boa tarde, meu nome é Vinicius, e estou feliz de participar novamente do Geral na Saúde.

Bom, já fiz 15 anos há bastante tempo, foi dia 14 de abril. E fui tomar a vacina de 15 anos, chamada “dupla adulto”, no dia 05 de agosto. Aí vocês devem se perguntar, por que você demorou tudo isso para tomar essa vacina? Pois é isso que vou explicar…

Na minha antiga visão, a vacina de 15 anos não tinha uma importância muito grande, para mim,era uma vacina normal, que não iria fazer diferença se eu deixasse de tomar. Mas minha mãe sabia da importância da vacina, e ela sempre insistia para eu ir com ela no posto, perto daqui de casa. Só que sempre surgiam alguns imprevistos para a gente não ir, e assim eu acabava escapando.

Foto de Rhoda Baer / Wikimedia Commons
Foto de Rhoda Baer / Wikimedia Commons

Até que um dia ela teve uma folga no trabalho, e ela queria que eu fosse de qualquer maneira tomar a vacina de 15 anos, sem falta. E eu acabei indo, porque eu não tinha como escapar (kk). E chegando lá, no posto, foi super rápido. Eu nem peguei fila, nem senha, minha mãe só teve que entregar minha carteira de vacinação, e a doutora do posto, mandou eu ir para uma determinada sala para tomar a injeção. E enfim, eu tomei, e não senti muitas dores na hora. Só no dia seguinte que eu acordei, com uma enorme dor no meu corpo – que é comum para essa vacina. Agora, penso em ir tranquilamente para tomar a vacina de 25 anos no futuro.

Agora irei explicar um pouco sobre a vacina de 15 anos.

Quais os benefícios da vacina?
Proteção, e prevenção, contra o tétano  e a difteria. O tétano é uma infecção causada por uma bactéria, que entra no organismo por meio de lesões e ferimentos, ou pelo cordão umbilical, e atinge o sistema nervoso central. Essa doença se caracteriza, pela dificuldade de engolir um alimento, e uma certa rigidez no pescoço. A difteria é uma doença causada por uma bactéria, que atinge: o nariz, amídalas, a faringe, e a pele, onde provoca placas brancas – acinzentadas. E é uma doênça transmitida por meio de tosses, espirro (salivas e secreções) de uma pessoa contaminada para outra.

Quando é preciso tomar?
Bom, adolecentes que nunca tomaram a vacina, podem tomar a partir de qualquer idade. E lembrando de quem já tomou uma dose de “dupla adulto”, aos 10 ou 11 anos, precisa receber apenas um reforço a cada dez anos. E para fazer efeito para a vida toda, são necessárias doses de reforços da vacina também, a cada dez anos.

Como é aplicada?
Por uma injeção na parte superior do braço, ou na parte lateral da coxa.

Agora, olhando tudo isso, fico aliviado por ter tomado a vacina. Porque antes de eu saber disso tudo, para mim, era uma vacina totalmente normal, que não faria diferença se eu deixasse de tomar. Então vamos lá, pessoal, tomar a “dupla adulto”!

Saiba mais:

Tétano: Sintomas, transmissão e prevenção (Fundação Oswaldo Cruz)

Difteria: Sintomas, transmissão e prevenção (Fundação Oswaldo Cruz)

Cartilha de vacinas – Para quem quer mesmo saber das coisas (Organização Panamericana de Saúde/Organização Mundial da Saúde)

Sobre Vinicius

Sou uma pessoa calma, sou também uma pessoa muito solidária, sempre gosto de ajudar aqueles que querem ser ajudados.