05 formas de ajudar um amigo com depressão

05 formas de ajudar um amigo com depressão

A depressão atinge grande parte da população não só brasileira como mundial, sendo 322 milhões de pessoas globalmente afetadas segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde. Os números relacionados as doenças são alarmantes, o que nos permite refletir que essa doença está mais perto de nós do que nunca.

Antes de saber como ajudar alguém que passa por esse problema é necessário compreender as particularidades da depressão. A depressão se trata da baixa de humor constante e “anedonia”; inabilidade de sentir prazer.  É um estado de saúde mental critico em que a pessoa necessita de um acompanhamento psicológico, juntamente com a ajuda e compreensão dos familiares e amigos.

Os cuidados com a saúde não devem se limitar as visitas a sede de franquia odontológica de confiança, mas compreender também o auxílio médico e psicológico, uma vez que a saúde geral está interligada. Saiba como ajudar uma pessoa com depressão e demonstrar o seu apoio:

1. Não inferiorize o que a pessoa sente

Existem pessoas que menosprezam a doença achando que estão dando motivação. No entanto, nunca faça isso. Pessoas com depressão são portadores de um transtorno mental grave, e isso não pode ser superado simplesmente com o positivismo.

Então, caso você esteja tentando ajudar um amigo, essa não é a melhor forma. Comece ver a depressão como a grave doença que ela é e você saberá o que realmente seu amigo está passando e saberá como fazer a diferença gradualmente. Depressão está longe de ser só uma tristeza passageira, e medidas baseadas somente em pensamentos positivos estão longe de serem efetivas.

2. Apoie o tratamento profissional

Pessoas com depressão muitas vezes se negam a recorrer ao tratamento com um profissional, mesmo que seja essencial para uma recuperação mais rápida e duradoura. Com isso, uma das medidas essenciais que se deve ter para ajudar um amigo com depressão é estimula-lo a recorrer ao acompanhamento com um psicólogo ou psiquiatra.

O tratamento da depressão só acontece pelo intermédio de um profissional, e incentivar a pessoa a ver isso com bons olhos é de extrema ajuda para que ela comece a ver a sua saúde mental com seriedade. Em certos casos o uso de medicamentos pode ser indicado pelo profissional, e deixar de toma-los também não é uma opção.

3. Ajude a pessoa a valorizar a sua saúde

A depressão permite que a pessoa se afunde cada vez mais em seus pensamentos autodestruitivos, o que faz com que elas deixem de zelar pela sua própria saúde. A baixa autoestima e o desleixo quanto a saúde geral é evidente e é necessário que além do apoio profissional, a pessoa possa ser bem acolhida dentro de casa, do ciclo de amizades e demais bolhas sociais.

É necessário que esse apoio esteja ligado também aos cuidados com a saúde, motivando a pessoa a realizar medidas preventivas mesmo que barradas pela doença. A motivação vai desde a manutenção de uma boa alimentação, a uma rotina de exames e a prática regular de exercícios, que também é essencial para o tratamento da depressão.

4. Seja compreensível com o tempo

É necessário compreender que a depressão não desaparece de uma hora para outra, é através de cuidados diários e do apoio psicológico gradual que a doença consegue ser curável em determinado momento. Nenhuma medida isolada é capaz de tratar a depressão, nem mesmo os remédios, nem mesmo o acompanhamento profissional. Com isso, deve-se ter paciência e está sempre ao lado da pessoa é fundamental nesse processo. Haverão dias muito ruins e se fazer presente faz muito a diferença.

5. Autocuidado

Por fim, o autocuidado e se preocupar com a sua própria saúde física e mental faz de você um porto seguro ainda mais qualificado. Cuidar de um amigo depressivo pode ser desgastante, então não se abale e nem deixe de ser uma prioridade.

Ter um tempo para você te fortalece e também é capaz de transmitir força. Além disso, se manter presente o tempo todo não é uma boa escolha, já que pode influenciar a dependência emocional que deixará a situação mais complicada. Logo, tenha em mente que o acompanhamento psicológico não se limita só as pessoas com depressão e demais distúrbios mentais, sua saúde mental também é importante.

Recommended Posts